terça-feira, 10 de novembro de 2009

É o amor...

Li no Blog da Bípede que não é a dor que mata, mas o amor. Isso voltou à minha cabeça várias vezes, desde então, pois embora eu não houvesse me dado conta disso nessas exatas palavras, o que entristece e diminui a minha vida são as saudades dos amores que perdi ou que estão distantes. O resto, tiro de letra. Embora quem me conheça superficialmente não se dê conta, fui e sou muito amado. É em razão desse amor armazenado que consigo dar a volta por cima nos revezes que sofro.

P.s.: Enquanto escrevo, estou usando um lindo pijama aquecido pelo amor de quem me deu.

2 comentários:

  1. Terráqueo, you are so lovely... e me faz sentir tantas saudades...

    ResponderExcluir
  2. É por isso que eu te amo e tenho certeza que sou amado.

    ResponderExcluir

Encontrei seres