segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Conectado ao Século XXI

Finalmente estou começando a chegar ao século XXI. Sábado consegui comprar um telefone e pude também me conectar à internet em casa. Aqui faz um frio absurdo, e a noite em Lausanne não é das mais animadas. As pessoas são bem gentis e adoram falar com um brasileiro. Embora a cidade seja pequena, acho que é bem mais avançada e liberal que o Rio de Janeiro em muitos aspectos, e olha que eu adoro Copacabana e a Lapa. Não sou nada inocente. Cheguei a me sentir puritano com as coisas que ouvi e até vi. Legal ser um estrangeiro. Todo mundo pensa que não vai te ver de novo e solta o verbo. A única coisa que me aborrece é a baixa qualidade na prestação dos serviços. A classe baixa tem tanto dinheiro em comparação com a brasileira e o custo dos serviços é tão caro, que essa área fica a desejar. O medo do desemprego faz com que tenhamos serviços prestados com muita rapidez e eficiência. Para mim isso fica evidente quando visito os países do primeiro mundo, que em razão do alto custo dos serviços e da grande oferta de empregos, deixam muito a desejar na limpeza das casas, banheiros dos bares, cafés, aeroportos, shoppings, e em celeridade. Hoje pela manhã fui na autoridade municipal cumprir o protocolo para obter o "work permit" e abri minha conta bancária. Me senti o máximo. O problema é ter fundos para um banco tão chique. Você é recebido em uma sala luxuosíssima e confidencial para assinar o contrato bancário, e eles lhe explicam os diversos investimentos que você pode fazer. Eu bem que gostaria, mas a minha realidade econômica ainda é a brasileira. Comprar uma casa aqui é bem mais fácil do que no Brasil, e a hipoteca custa menos mensalmente do que o aluguel. O legal da Suíça é que você pode trazer dinheiro a vontade, mas tem que demonstrar a origem. Ou seja, eles não querem dinheiro sujo. Já tenho um convite para esse fim de semana, mas estou pensando em visitar Zurich que é uma cidade super interessante.

3 comentários:

  1. Terráqueo, já estou em minha lovely casa. Cheguei a uma da manhã. Depois conto detalhes. Muitos beijos. Bípede.

    ResponderExcluir
  2. Da janela do meu quarto, me bate enorme saudades de ti!

    ResponderExcluir
  3. Estou louco de saudades também. Depois de uma chegada complicada, estou me sentindo melhor. Fiz alguns amigos, aprendi os caminhos tortuosos de Lausanne a Saint-Prex e hoje me inscrevi em uma super academia. Beijos, saudades,

    Terráqueo

    ResponderExcluir

Encontrei seres