quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Progressos

Após uma semana de intensivos exercícios e doses maciças de medicação, consegui recuperar a força nas pernas, que já ameaçavam adormecer novamente. Embora sigam me lembrando de sua existência a cada instante, pude até mesmo nadar um pouco, o que há alguns meses era impensável. Em poucas semanas abrirão as estações de ski e quero novamente deslizar na neve, sentir o vento frio, a adrenalina da velocidade, tomar muito chocolate quente, beber muito vinho à noite. Se possível, quero descer uma montanha com um paraglider e abri-lo a durante a descida. Há alguns anos, vi várias pessoas voando no Mont Blanc em Chamonix e fiquei com essa fantasia. Adoraria que os bípedes estivessem lá para fotografar. Tenho certeza que o pequeno ficaria com o coração disparado. Meu francês está progredindo, e as professoras (a cada aula é uma professora diferente) estimam que em três meses esteja fluente. Hoje comecei o dia maravilhosamente. Fui olhar o apartamento novo, que acabei não gostando, mas antes disso passei na Ladurée para comprar uns deliciosos “macarons” que levarei a um jantar na casa de amigos brasileiros amanhã. Os “macarons” parecem biscoitos com a consistência de merengues recheados com caramelo, amoras, pistache, café, baunilha, nozes, etc. Eles fizeram esse simples terráqueo se sentir tão feliz. Desde os merengues batidos a mão pela madrinha Alaíde e assados no forno à lenha, lá no interior do interior da América do Sul, não comia algo tão gostoso. Tiveram que vir de Paris para bater tal iguaria. Entendo agora o deslumbramento da Carrie Bradshaw pelos mesmos. A Martim avec un “S” sempre falava neles também e, ao comer alguns, lembrei dela. Hoje descobri um edifício de apartamentos com serviço bem no centro de Lausanne. O ponto é maravilhoso. O edifício no entanto é de uma breguice que não combina comigo (embora eu seja um simples terráqueo, estou ficando metido à besta). Fica em um centro comercial, com supermercado e tudo. Poderia estar na Visconde Pirajá. Contraste total com o edifício residencial e bucólico em que resido. Mas nada é perfeito. Vou ter que optar por um deles.


6 comentários:

  1. Querido terráqueo, Gosto muito de você, e tenho acompanhado tuas conquistas diárias. É maravilhoso sentir este teu velho astral de aventuras esportivas, gastronômicas...

    ResponderExcluir
  2. Obrigado. Mas marvilhoso é sentir o carinho das pessoas amigas como você.

    ResponderExcluir
  3. Coma um macarron por mim e veja se ache o Mr. Big por aí para uma amiga querida ... Tenho certeza que você saberá reconhecê-lo no meio de suas andanças e baladas. Estou adorando passear pela minha Suiça querida com você. Beijos, Karin

    ResponderExcluir
  4. Karin, amei sua postagem. Morro de saudades. Lembro de você em vários lugares. Isso aqui também é a sua cara. Beijos,
    Terráqueo

    ResponderExcluir
  5. Embora digam que eu seja uma espécie de Carrie Bradshaw (combinada com a Vani) eu não gosto de macarron. Mas juro que eu sou a única pessoa que eu conheço...então beba litros de chocolate quente e entorne vinho por mim. Há meses que não bebo direito e isso não combina comigo.
    Você se lembra quando almoçávamos juntos no restaurante daquele hotel brega com flores de plástico que ninguém gostava? Você dizia que chique era você e não o lugar... não me esqueço disso...
    Bom final de semana meu querido.
    Lots of love

    ResponderExcluir
  6. Esqueci de falar que o Mr. Big é pra mim e não para a Karin que já é muito bem casada!
    Beijos

    ResponderExcluir

Encontrei seres