sábado, 6 de março de 2010

Budapeste II

Encontrei Sándor Márai, ele está em todos os lugares, espalhado por Budapeste que o reverencia.

Imagino o velho General de "As Brasas" morando em um castelo como esse ao fundo.

Imagino nosso conflitado personagem de "A Mulher Certa" morando em uma casa como essas.



Imagino as duas amigas de "A Mulher Certa" conversando em uma confeitaria como essa.

4 comentários:

  1. Almocei na confeitaria "Central" da foto e havia três senhoras chiquérrimas ao meu lado conversando. Lembrei imediatamente de "A mulher certa."

    ResponderExcluir
  2. Querido Terráqueo,

    Depois de falar em Torres com a Bípede, passei a me interessar pelo Sándor Márai, já li muito sobre ele na Internet e adorei. A Terraqueana tb me recomendou. E agora, com todos estes estímulos de Budapeste, impossível não iniciar a lê-lo.

    ResponderExcluir
  3. Margot,

    Você vai adorá-lo. Sem dúvida um dos maiores escritores do século XX. Ele ficou esquecido porque teve o azar de o comunismo ter assumido o controle na Hungria. Mesmo assim, nos meios acadêmicos norte-americanos ele era revenciadíssimo. Beijos,

    Terráqueo

    ResponderExcluir

Encontrei seres