quarta-feira, 31 de março de 2010

Nonsense, redundante disparate.

Virou poeira, que o vento varreu, a água encharcou, o sol torrou, e que nem a lua nem ninguém se importou. Quem não gostaria de mudar tudo, começar de novo, tentar novamente, cometer novos erros, errar mais ainda, acertar de vez em quando, virar poeira outra vez, e ressurgir novamente jovem e forte, sem tristeza alguma?

13 comentários:

  1. Ser uma fenix e ressurgir das próprias cinzas talvez possa ser mais interessante que simplesmente desaparecer, um grande abraço

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigado pela visita. Volte sempre.

    Abraço,

    Terraqueo

    ResponderExcluir
  3. prezado Terraqueo voltarei sempre pois seu blog é realmente muito inteligente e divertido um abraço

    ResponderExcluir
  4. por aqui esta-se muit´~issimo bem :)

    ResponderExcluir
  5. Todos gostamos, durante algum tempo. O problema é o "ressurgir novamente jovem e forte, sem tristeza alguma". Os erros pagam-se e fica sempre alguma tristeza no que deixamos para trás. Quando se descobre isso, não se quer voltar a errar, e por isso, custa muito mais voltar a tentar.
    Gosto do seu blog, mas não consigo dar-lhe uma definição.

    ResponderExcluir
  6. Estrela e Marta,

    Obrigado pelas mensagens. Voltem sempre.

    Estrela,
    Eu mesmo não consigo lhe dar uma definição. Já pensei em falar apenas sobre cinema, música, museus e artes, mas daí dá uma vontade de publicar alguns contos, crônicas ou comentários sobre o cotidiano. Se eu fosse definir, diria que é um blog eclético e conflitado.

    Abraço,
    Terráqueo

    ResponderExcluir
  7. Terráqueo, gostei muitíssimo do texto e do estilo.

    ResponderExcluir
  8. O seu blog está ficando cada dia melhor. Essa indefinição é muito rica, um atestado de que sua visão de mundo é abrangente e criativa.

    ResponderExcluir
  9. Faça como o camaleão, mude de cor!

    ResponderExcluir
  10. Terráqueo,
    Por favor não me interprete mal. Não conseguir definir o seu blog não é uma coisa negativa. Pelo contrário. Acerta bem a Bípede que é sinal de riqueza, diversidade - algo de que eu gostei. Este post é um bom exemplo: boa escrita, assunto profundo, e depois uma belíssima ironia com a escolha do título.
    Boa Páscoa e boa viagem.

    ResponderExcluir
  11. Não lhe interpretei mal em hipótese alguma. Adorei o seu comentário.Eu estava pensando sobre o que você falou por coincidência ontem mesmo. Uma amiga há alguns dias perguntou sobre o que eu escrevia, e percebi que tive dificuldade de responder, pois diferente de outros blogs esse não segue linha editorial alguma. Acho que esse deve ser um reflexo do meu atual estado de vida, em que possibilidades tão distantes em vários sentidos se abrem, enquanto portas para lugares seguros se fecham.

    ResponderExcluir
  12. Boa Páscoa também e volte sempre por favor.

    ResponderExcluir

Encontrei seres