terça-feira, 20 de abril de 2010

Previsões sombrias para a Europa

Após assistir uma reportagem no CNN no último domingo, Terráqueo "O Alarmista" está muito preocupado com o futuro da Europa e pensando em voltar rapidamente ao Brasil, enquanto ainda dá tempo.

Vejam a seguinte matéria publicada no Oglobo:

"CAOS NA EUROPA
Nuvem de cinzas ameaça se tornar um mal crônico no Hemisfério Norte
Publicada em 18/04/2010 às 23h50m

RIO - A previsão dos vulcanólogos para os próximos meses e anos não é boa, revela reportagem de Ana Lucia Azevedo, publicada na edição desta segunda-feira do Globo. Para eles, crises aéreas como a que afeta agora a Europa poderão se tornar frequentes em toda a região do Atlântico Norte. A Europa deveria se preparar para uma nova e literalmente cinzenta realidade, alertam os especialistas. O motivo é um só: o despertar dos vulcões da Islândia.
Por todo o século XX - quando nasceu e se desenvolveu a aviação - e nestes primeiros anos do século XXI os vulcões islandeses se mantiveram adormecidos ou manifestaram apenas crises de mau humor, com erupções sem muito impacto (há vulcões ativos mas não tão perigosos). Isso mudou. Para vulcanólogos, o Eyjafjallajoekull é apenas o primeiro sinal da emergência de uma nova e mais violenta fase.
Durante a década passada, erupções e tremores deram aos cientistas pistas de que a Islândia entrava numa era de atividade vulcânica intensa. Isso já aconteceu muitas vezes no passado. A mais devastadora de todas as erupções já registrada na Islândia em tempos históricos foi a do Laki em 1783. Foi o chamado Ano sem Verão, quando nuvens de cinzas encobriram o céu de boa parte da Europa por meses.
Jay Miller, da Universidade do Texas A&M, também especialista na vulcânica Islândia, lembra ainda que as grandes nuvens geradas pelos vulcões são ricas em enxofre e podem refletir o calor do sol de volta para o espaço. O resultado é o resfriamento do planeta e, em decorrência disso, anomalias climáticas globais.
- A atividade vulcânica na Islândia tem ciclos de 50 a 80 anos. O século XX foi excepcionalmente tranquilo. Mas parece que estamos entrando numa fase mais ativa - disse pela internet Thorvaldur Thordarson, especialista em vulcões da Islândia que atualmente trabalha na Universidade de Edimburgo, na Escócia.
Para Thordarson, o primeiro sinal de que as coisas mudavam veio em maio de 2008, quando Reikjavic, a capital islandesa, foi sacudida por um sismo de 6,1 graus na escala Richter.
Thordarson, na verdade, não está nada otimista sobre o futuro de sua terra natal. Seus estudos e de seus colegas indicam que a Islândia entra numa fase ativa de vulcanismo que durará cerca de 60 anos. E o pior ainda estaria por vir. O período de maior atividade dos vulcões aconteceria entre 2030 e 2040."

Meus amigos, para felicidade deles, pegaram um ônibus em Genebra e viajaram 18 horas até Madrid, para que possam pegar o vôo de volta ao Brasil amanhã. Fico contente por eles, mas triste porque já estou com saudades.

4 comentários:

  1. darling espero que essas previsões não se confirmem enquanto isso aguardo teu retorno ao Brasil um grande beijo

    ResponderExcluir
  2. Amado, chega de pessimismo! Enquanto te preocupas com as cinzas vulcânicas, cá estou, em nossa terrinha, chegando já de saída... Saudades enormeeees, ou como gostava de contar Maria Helena: " Saudades eternas de quem muito te amou", E TE AMA CADA VEZ MAIS A CADA DIA QUE PASSA, acrescento eu!
    Bjks carinhosas,
    Barbarella

    ResponderExcluir
  3. Barbarella amada. Penso tanto em ti e na Maria Helena. Praticamente todos os dias. Morro de saudades, logo estarei no Brasil novamente, e vou te visitar com certeza.

    Um grande beijo para você e para o Rafael,

    Terráqueo

    ResponderExcluir

Encontrei seres