terça-feira, 8 de junho de 2010

Amores Impossíveis e Confusos

Um grão de areia se apaixonou por uma estrela do norte. Contou para o mar, que contou para a lua, que contou para a estrela. A estrela envaidecida piscou duas vezes para o grão e silenciou, afinal ela estava no céu e ele na praia. Encabulado, ele decidiu se esconder no mar que, como estava de ressaca, também o rejeitou e o jogou no rochedo. Veio uma ventania e o levou a contragosto para ainda mais longe, para o meio de uma floresta escura e sem lua. Sonhador, o grão de areia espera que uma chuvarada o leve de volta a praia, para que possa novamente ver o luar. A estrela também sofre imensamente, mas por um cometa que passou, a iludiu, e não pôde ficar.

7 comentários:

  1. Belíssimo e literário texto. Super inspirado, poético, melancólico e também real.

    ResponderExcluir
  2. Adorei o texto.
    Se a estrela fosse do nordeste, em vez do norte, talvez não estivesse no céu, poderia ser uma estrela do mar e o encontro com o grão de areia seria natural. Ou então, nasceria outro poema: Grão de Areia amava Estrela que amava Cometa...
    De qualquer forma torço pelo encontro dos dois, sou a favor do amor e dos encontros.
    Bjs
    Lúcia

    ResponderExcluir
  3. Por isso que a Bahia é mágica, especial. Nela o encontro do grão de areia com a estrela do mar é possível. É uma terra que permite os amores e os encontros.

    ResponderExcluir
  4. Terráqueo,
    Adorei o texto, apesar de triste. História de desencontro que tantos de nós conhecem de cor. Desencontro para uns que habitam mundos diferentes, ar e água, e para outros porque, simplesmente, alguém não pôde ficar. Mas a música é linda! E tem razão a Maria Bethânia - a música é como perfume - algo imediato, sensorial. Por isso todas as histórias de amor, por maiores que sejam os desencontros, deixam numa música qualquer o rasto do seu aroma, que nos volta a invadir num segundo quando soam os primeiros acordes.

    ResponderExcluir
  5. Estrela, gosto tanto da forma como escreves. Até mesmo um simples comentário teu me toca.

    ResponderExcluir
  6. Olá Terráqueo...

    Nós românticos e românticas de plantão, nos permitimos sonhar...
    Como uma estrela, ou um grão de areia...eu acalento um dia o amor encontrar...
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Que lindo Mari. Eu também acalento esse sonho.

    ResponderExcluir

Encontrei seres