segunda-feira, 31 de maio de 2010

Nos braços de Isabel

Me disseram que operar os dois joelhos não ia doer nada e eu acreditei. Acreditei tanto que depois de dopado entrei no centro cirúrgico cantando “Nos Braços de Isabel”, nome da enfermeira que eu havia sido apresentado ao chegar no hospital hoje de manhã, e que está agora a noite me cuidando em casa. Mesmo tendo levado um “boa noite Cinderela” e uma anestesia raquidiana , o médico me disse que eu incomodei bastante, não parava de me mexer. Dizem que eu acordei confuso falando em francês. Não lembro de quase nada. Apenas alguns flashes. Como se eu estivesse em um lugar, falasse alguma coisa, e a conversa continuasse noutro lugar, minutos depois e com outras pessoas. Uma coisa meio Lost. Tipo família do....O fato é que estou bem, literalmente nos braços de Isabel que é também as minhas pernas, é bonita pra caramba, e que agora me interrompeu para me dar uma aspirina. Mas que operar os joelhos dói, dói, e muito. Se o sono não vier a noite, vou ter que procurar algum filme de ficção científica. Para mim não existe anestésico melhor, a exceção dos episódios antigos de Star Wars que fazem parte da minha infância. Por enquanto, para passar o tempo, assisto aos DVDs da última temporada de Agente 86, meu seriado favorito.

7 comentários:

  1. Terráqueo, o quanto eu o invejo!... Ah! Que barato legal esse Boa Noite que você tomou. Enquanto isso, eu estava no circo dos horrores, às voltas com serpentes prontas e secas para dar o bote no meu luuuuiiiindo pescocinho! Estou na arquibancada para, a qualquer momento, ver emergir o monstro da lagoa. E quem virá me tirar dessa solidão? Quem me salvará dos Dragões de Komôdor?
    Aproveite o quentinho da sua cama porque amanhã haverá mais pedreira!
    E agora, vê se dorme um pouquinho e deixa também a linda Isabel descansar!...
    No mais, turlututu, mon chapeau pointu!

    ResponderExcluir
  2. Meu caro anônimo,

    Não se afobe não que nada é pra já. Não tenha medo de dragões e serpentes. Você é capaz de dar conta deles facilmente.
    Um grande abraço,
    Terráqueo

    ResponderExcluir
  3. O que aconteceu com os joelhos??Operar os dois é muita maldade.
    Fique em casa bem quietinho...se você morasse em Curitiba teria uma alento; tempo frio e chuvoso perfeito pra ficar embaixo das cobertas.
    Já sei que não adianta convidá-lo pra correr a meia maratona do Rio, não é? Fica para o próximo ano, rsrsrs.
    Uma ótima e rápida recuperação...
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  4. Mari,

    Há dois anos venho lutando contra uma degeneração dos joelhos. Chegou um momento em que a situação ficou crítica e perigosa para uma das pernas. Ao invés de passar por duas anestesias, duas cirurgias, duas licenças saúde, resolvi atacar os dois problemas uma única vez. Agora já me sinto melhor. A dor do pós operatório é menor do que a que eu sentia. O chato é que minhas pernas estão bambas e não posso caminhar direito. Consigo no máximo ir ao banheiro ou na sala....

    ResponderExcluir
  5. Querido Terráqueo logo, logo estará correndo por aí...
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Pobre terráqueo!
    Se tratares bem a recuperação vais ficar novo em folha. Logo estarás caminhando belo e fagueiro no Jardim Botânico, como na foto ao lado.
    Bjos.

    ResponderExcluir
  7. Querida Quitéria,

    Obrigado pela mensagem. Um grande beijo,

    Terráqueo

    ResponderExcluir

Encontrei seres