quarta-feira, 23 de junho de 2010

Saudades

Mais um ano sem você. As vezes te encontro nas ruas, nos quadros, nos sonhos, nos livros, nos filmes, nas músicas, nas flores, nas pessoas que contigo parecem, e até no meu espelho. Tentativa inútil de reviver-te.

13 comentários:

  1. Levei para o meu blog a mesma imagem. Tive um dia meio estranho por diversas razões e lembrei muito dela e também da Madrinha, que aniversariava amanhã e achava o máximo ser no dia de São João. Ontem, telefonei saudosa para a Tereca, a mãe que me resta. Já estava deitada por causa do frio e pela falta de calor na casa. Perguntou muito por você. Minhas, nossas, três mães, uma ainda viva, cada uma de um jeito, mas todas generosas.

    ResponderExcluir
  2. Tem jeito de chegar de saudades........

    ResponderExcluir
  3. Algumas saudades não passam nunca.

    ResponderExcluir
  4. Oi meu amigo...

    Tem saudade que é eterna mesmo.
    Reviva os bons momentos.
    Um beijo

    ResponderExcluir
  5. Ai que saudades também.
    Era muito bom conversar com ela. Às vezes no espelho também encontro minha mãe e me consolo pensando: que bom que a tive durante muito tempo.
    Ceramente Ana Maria teve e teria muito orgulho de um filho tão amoroso.
    Aqui vai meu abraço amigo.

    ResponderExcluir
  6. Também lembrei muito de todas as coisas que compartilhamos com ela, Madrinha e Tere é incrível que 13 anos passam tão rápido e as saudades se tornam fragmentos de momentos bons, um grande beijo.

    ResponderExcluir
  7. Terráqueo, agora vamos em frente. Coloque logo um novo post.

    ResponderExcluir
  8. Mari, Darling e Bípede, um grande beijo para vocês.

    Quitéria, ela te adorava. Um grande beijo também.

    ResponderExcluir
  9. achei linda a homenagem. Te amo, vc é demais!!!
    Candoca

    ResponderExcluir

Encontrei seres