segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Pronto para as Loucuras de uma paixão

E o meu coração quer disparar novamente, viver um grande amor, bater descompassado ao te encontrar. Agora é questão de tempo, meu peito se entregou, cansou de sofrer, meus olhos se abriram, passaram a enxergar bem, em cores fortes e vivas, depois de um longo período de cinzas e de cegueira. Ainda não te conheço, mas já estou apaixonado. Me diga aonde estás, que eu correrei ao teu encontro.

7 comentários:

  1. "Ainda não te conheço, mas já estou apaixonado.". Foi a frase mais linda que li nestes últimos tempos...

    Abraços, Terráqueo! E, (mesmo eu sendo um tanto alheia a estas convenções) que 2011 seja o melhor ano de sua vida (afinal, bons desejos nunca são demais).

    ResponderExcluir
  2. Nossa, com toda essa entrega, dá vontade de dizer: aqui! aqui!....rsrsrs

    beijos
    e que te venham dias de muito amor :)

    ResponderExcluir
  3. Que lindo, Marcelo! Momentos mágicos...

    ResponderExcluir
  4. Querido Terráqueo, tão inspirador este teu texto. Talvez o ponto de partida para encontrar o Amor, a grande paixão, seja essa disponibilidade para a entrega e resida nessa vontade o "sucesso" de vivermos intensamente uma grande História.

    Que este ano que está prestes a começar seja o tal, o ano desse encontro e dessa realização.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Apple, meu coração está em paz. Livre de qualquer ressentimentos. Me sinto tão bem. Pronto para viver um amor novamente.

    Regina, momentos mágicos para você também.

    Andrea, quem sabe minha felicidade esteja no Sul mesmo.

    Angel, obrigado pelas suas palavras. Mas eu sei que eu tenho muito amor para dar, uma tonelada de amor que eu represei, e que agora quer sair e se dar. Um 2011 maravilhoso para você também.

    ResponderExcluir
  6. Me lembrei dessa música:

    "Eu procuro um amor
    Que ainda não encontrei
    Diferente de todos que amei...

    Nos seus olhos quero descobrir
    Uma razão para viver
    E as feridas dessa vida
    Eu quero esquecer...

    Pode ser que eu a encontre
    Numa fila de cinema
    Numa esquina
    Ou numa mesa de bar...

    Procuro um amor
    Que seja bom prá mim
    Vou procurar
    Eu vou até o fim...

    E eu vou tratá-la bem
    Prá que ela não tenha medo
    Quando começar a conhecer
    Os meus segredos...

    Eu procuro um amor
    Uma razão para viver
    E as feridas dessa vida
    Eu quero esquecer...

    Pode ser que eu gagueje
    Sem saber o que falar
    Mas eu disfarço
    E não saio sem ela de lá"

    Eu também procuro um amor diferente de todos que eu amei e ao mesmo tempo tão igual, pois amor é um só, arrebatador, insano, céu e precipício... Com o coração aberto, aguardo: "Pode ser que eu o encontre
    Numa fila de cinema
    Numa esquina
    Ou numa mesa de bar...", como nos filmes de cinema.

    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Adoro essa música. Eu também procuro um amor assim. Beijos.

    ResponderExcluir

Encontrei seres