sábado, 8 de janeiro de 2011

Jogar-se ao vento

Como uma folha é levada pelo vento, quero deixar a sorte me levar um pouco, abrir mão de ser tão controlador, de querer saber sempre o meu destino.

5 comentários:

  1. Solte as amarras, ice a vela e
    flutue na direção do vento,
    aporte onde seu coração mandar!
    Bj :)

    ResponderExcluir
  2. Meu querido,

    não conseguimos saber o nosso destino e essa ilusória ideia de que o consguimos ocntrolar apenas nos impede de o saborear.Será assim? Começo a acreditar que sim e, se assim for, é soltar o barco e deixar que a vida nos leve, sem pressas de chegar.

    Bjs

    ResponderExcluir
  3. É, o jeito é soltar as amarras e deixar acontecer. Um grande beijo.

    ResponderExcluir
  4. Ficar ao sabor dos ventos de vez em quando é muito bom. Vá e boa sorte.

    ResponderExcluir

Encontrei seres