sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Pôr-do-sol no Arpoador

O pôr-do-sol mexe comigo. Pontua que mais um dia passou, que uma nova noite está a chegar, estimula meus sonhos, minhas fantasias. Enfim, me faz querer viver mais, que o dia de amanhã chegue logo, ainda que seja para vê-lo nascer e fugir novamente. No Rio, a chama do Sol se apaga no mar, e é quase possível escutar o barulho da água chiando. Gostaria de poder desfrutar desses momentos com cada um de vocês pessoalmente, mas enquanto não é possível, divido essas fotos, batidas em sequência, sem nenhum filtro ou programa para salientar as cores. O Rio de Janeiro é simplesmente lindo. Beijos e boa noite. Amanhã o Sol voltará.

"Quero a vida sempre assim, com você perto de mim, até o apagar da velha chama."

















‎"Desmaia o sol
E o barquinho a deslizar
E a vontade de cantar
Céu tão azul
Ilhas do sul
E o barquinho é um coração
Deslizando na canção
Tudo isso é paz
Tudo isso traz
Uma calma de verão e então
O barquinho vai
A tardinha cai
O barquinho vai"









6 comentários:

  1. O Rio de Janeiro é lindo: não precisa de Photoshop, botox ou mesmo de um mínimo ajuste! Acho que a única coisa que pode rivalizar com o pôr-do-sol é o surgimento da lua cheia, quando nasce imitando o sol, como bola laranja a tingir de luar os olhos castanhos da mulher apaixonada!

    ResponderExcluir
  2. Lúcia, você faz poesia em tudo. Seja das letras, seja das tintas. Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Bípede, queria tanto desfrutar um pôr-do-sol desses com vocês. Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Muito legal, fotos paisagem lindo de se ver

    ResponderExcluir
  5. Obrigado Tânia Regina pela visita e pelo comentário. Volte sempre.

    ResponderExcluir

Encontrei seres