domingo, 6 de fevereiro de 2011

Eu e a brisa.

Depois do vendaval, que venha a brisa.

4 comentários:

  1. E que a brisa se torne vento, e que o vento seja o mensageiro do amor, e que o amor seja o mote da sua existência, e que finalmente você encontre o que procura, e ao encontrar que seja feliz, e ao ser feliz que esqueça as tristezas pelas quais já passou, e ao esquecer que olhe para o horizonte onde só haverá o firmamento azul, convite para infinito que só o amor é capaz de conter...

    ResponderExcluir
  2. Lúcia, você está cada vez melhor. Que mulher talentosa. Obrigado pela mensagem. Bjs.

    ResponderExcluir
  3. faltou um "o", artigo definido, masculino, singular em "... convite para o infinito..."
    :)

    ResponderExcluir
  4. Mesmo assim, estava maravilhoso. Bjs.

    ResponderExcluir

Encontrei seres