segunda-feira, 7 de março de 2011

Virginia Woolf

"Ninguém encontra paz evitando a vida."

“Algumas pessoas procuram os padres; outras a poesia; eu os meus amigos.”

“As histórias que perseguem as pessoas até seus quartos de dormir são difíceis.”

“A vida é como um sonho; é o acordar que nos mata.”

“Cada um tem o seu passado fechado em si, tal como um livro que se conhece de cor, livro de que os amigos apenas levam o título.”

“A coisa nenhuma deveria ser dado um nome, pois há perigo de que esse nome a transforme.”


4 comentários:

  1. Acho que ela não encontrou paz mesmo. Nunca. Desistiu da vida. Era por demais lúcida. E corajosa. Não suportou a "insustentável leveza do ser".
    Bons ditos prum fim de carnaval. Acordar não é nada. Continuar é que são elas. Beijo
    Marie

    ResponderExcluir
  2. Marie,

    Não esqueço que ouvi de uma pessoa muito querida que estava morrendo: "Quando eu acordo é que começa o pesadelo."
    Voltando a Virginia, ela era um gênio, que sofreu muito com a mediocridade a que as mulheres da época eram submetidas. Um grande beijo.

    ResponderExcluir

Encontrei seres