domingo, 14 de agosto de 2011

Luzes da Cidade no Theatro Municipal do Rio de Janeiro II

Em meados dos anos 70, quando eu tinha uns 10 anos de idade, meus pais levaram a mim e as minhas duas irmãs mais jovens a um cinema na capital (Porto Alegre). O nome do cinema era Vitória, e havia sido concebido provavelmente nos anos 40. Acostumado com os desenhos animados e com as comédias coloridas e barulhentas das matinês de Vacaria, ao chegar no cinema minha decepção foi enorme pois o filme, Luzes da Cidade, era em preto e branco e ainda por cima mudo. Cinco minutos após começar a exibição do filme, meu sentimento e a própria percepção sobre cinema haviam mudado para sempre. Fui imediatamente conquistado pelo humor sensível e inteligente de Charles Chaplin, e pela sua música refinada e melódica. Depois de assistir a esse filme, que para o desespero dos demais espectadores foi inteiramente narrado pela minha mãe que detestava que seus adoráveis filhinhos "pequenos" ficassem sem entender a história, passei a esperar ansioso pela oportunidade de assistir aos filmes desse gênio. Na década de 80, nas noites de domingo, ficava acordado até tarde para não perder o Festival Charles Chaplin transmitido pela Globo. Nesse sábado à noite, passados aproximadamente 35 anos, quando a cópia totalmente restaurada começou a ser exibida, com a trilha sonora sendo executada ao vivo pela Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal, a emoção foi muita, desabei a chorar e a sorrir, quase sentindo a presença dos meus pais e das minhas irmãs. Somente hoje percebo o imenso presente que eles me deram naquela noite. Nesse domingo tem mais uma sessão às 17 horas. Os ingressos estão esgotados, mas sempre vale a pena tentar um cambista. Eu consegui.


Vale a pena visitar o Theatro Municipal, que para o seu centenário foi inteiramente restaurado. Depois dessa reforma, é sem dúvida um dos Theatros mais belos e bem equipados do mundo.




Pinturas de Eliseu Visconti


















Pintura de Eliseu Visconti

Pintura de Henrique Bernardelli

Pintura de Eliseu Visconti

















2 comentários:

  1. Incríveis! O teatro está mesmo deslumbrante. Deve ter sido uma grande emoção :)
    beijoss

    ResponderExcluir
  2. Foi mesmo, Chaplin acompanhado pela Orquestra Sinfônica desse Theatro é algo que vou lembrar por anos. Indescritível.

    ResponderExcluir

Encontrei seres