domingo, 21 de outubro de 2012

Um copo de cólera

Ao ler esse livro, lembrei que muitas vezes quando temos um grande problema, e não temos coragem de enfrentar diretamente o que põe nosso corpo em cólera, ou quando é o nosso corpo que nos trai, tendemos a ter catarses e a direcionar nossa raiva e frustração, justamente contra as pessoas que mais nos amam e nos são generosas, causando um grande estrago. A história desse livro narra o que acontece quando um homem dirige sua cólera contra sua namorada, porque em um lindo dia de sol, verifica que um bando de formigas saúvas estão a atacar o jardim. Gosto muito da narrativa de Raduam Nassar, que constrói belas imagens para relatar os fatos. “... e estava assim na janela, quando ela veio por trás e se enroscou de novo em mim, passando desenvolta a corda dos braços pelo meu pescoço, mas eu com jeito, usando de leve os cotovelos, amassando um pouco seus firmes seios, acabei dividindo com ela a prisão que estava sujeito, e, lado a lado, entrelaçados, os dois passamos, aos poucos, a trançar os passos, e foi assim que fomos diretamente pro chuveiro.” Recomendo muito. Fiquei com muita vontade de ver o filme (http://www.youtube.com/watch?v=usUc_4ZGZ38).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Encontrei seres